08/05/2020

Escola Judicial transmitiu ao vivo curso sobre audiências por videoconferência

<<Voltar
Imagem - captura de tela da transmissão do curso Audiências por Videoconferência
Juiz Bráulio Gabriel Gusmão conduz curso sobre audiências por videoconferência

A Escola Judicial do TRT do Paraná transmitiu, pelo Cisco Webex, nesta quinta-feira (7), o curso "Audiências por videoconferência: informações, orientações e dicas práticas para a realização".

Participaram do treinamento conduzido pelo juiz auxiliar da Presidência do CNJ e coordenador do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação, Bráulio Gabriel Gusmão, cerca de 120 magistrados e 350 servidores.


Na oportunidade, o juiz Bráulio abordou o uso da plataforma disponibilizada pelo CNJ, a comunicação às partes, a confecção do termo de audiência, a gravação e o uso do PJe Mídias.

Segundo o juiz Fernando Hoffmann, coordenador da Escola Judicial do TRT-PR, “o treinamento proporcionou amplo conhecimento sobre a plataforma seja pela exposição do professor Bráulio, seja pelas dezenas de perguntas por escrito e dúvidas apresentadas via chat e áudio”.

“A EJ priorizou a ação formativa em razão do retorno gradual das audiências no âmbito da Justiça do Trabalho e, diante da relevância do tema, irá liberar o acesso à aula, em formato EaD, a todos os magistrados e servidores no ambiente virtual da EJ, no período de 11/05 a 01/06”, informou o juiz Fernando. Não será necessária inscrição prévia. Os interessados que concluírem o curso a distância e realizarem a atividade avaliativa terão registrada a respectiva carga horária para fins de formação e de adicional de qualificação.

O curso, com carga horária de 2h, serve para fins do treinamento previsto no ato Conjunto Presidência / Direção da Escola Judicial nº 1/2017, o qual dispõe sobre a autorização de instalação e habilitação dos equipamentos relativos ao PJe Mídias.

A ação de formação e capacitação destina-se a magistrados, assistentes de salas de audiências, membros e servidores dos CEJUSCS-JT e do NUPEMEC-JT e demais servidores indicados por magistrados.


Texto: Jussara Elisa (Escola Judicial do TRT-PR)
Informações: Tania Hoffmann e Daniel Weidman, da Escola Judicial do TRT-PR
escolajudicial@trt9.jus.br

Última atualização: quinta, 14 maio 2020, 16:16