08/05/2015

Escola Judicial qualifica servidores para atuar na pacificação de conflitos

<<Voltar


Curso de capacitação reuniu 30 servidores

Os acordos judiciais devem ser consequência do fortalecimento de uma cultura de conciliação, e não apenas uma forma de desafogar o Judiciário brasileiro. A avaliação é da desembargadora Regina Dubugras, do TRT da 2ª Região (São Paulo), palestrante convidada do "Curso de Formação e Capacitação de Conciliadores", promovido pela Escola Judicial do TRT-PR, em Curitiba. "É preciso mudar essa cultura de que não importam os meios para que um processo termine em acordo", disse a magistrada.

Por outro lado, "não importa se a conciliação é feita por juiz ou por servidor, o conciliador tem que ser um vocacionado e precisa estar qualificado", acrescentou.

O curso de dois dias (07 e 08/05) reúne trinta servidores e conta também com a participação, como alunos, da desembargadora Ana Carolina Zaina, vice-presidente do Tribunal e coordenadora de seu Núcleo de Conciliação; da juíza Anelore Rothenberger Coelho, gestora do Juízo Auxiliar de Conciliação (JAC); do juiz Fernando Hoffmann, titular da Vara do Trabalho de Castro e vice-coordenador da Escola Judicial; e da juíza Sandra Mara de Oliveira Dias, titular da 3ª Vara do Trabalho de São José dos Pinhais.
  
"É uma alegria ver a sala cheia de servidores interessados em auxiliar o Tribunal neste novo movimento, que é a pacificação de conflitos. O curso reflete o compromisso do TRT-PR com a composição amigável e não mais com a litigiosidade", declarou a desembargadora Ana Carolina Zaina, ao receber a colega do TRT-SP.
 
LONDRINA E REGIÃO

Servidores das cidades de Londrina, Apucarana, Arapongas, Bandeirantes, Cambé, Cornélio Procópio, Jacarezinho, Jaguariaíva, Porecatu, Rolândia, Santo Antônio da Platina e Wenceslau Braz participam, nesta semana, do curso de “Capacitação de Assistentes de Juízes com ênfase em temas assíduos nas ações trabalhistas", ministrado pelo Juiz Thiago Mira de Assumpção Rosado.
 
O treinamento, que acontece na cidade de Londrina, tem participação de 25 servidores e aborda temas atuais, utilizando tanto casos reais quanto situações hipotéticas.

Juízes Fernando Hoffmann e Anelore Rothenberger Coelho (em primeiro plano) assistiram à palestra nesta quinta-feira

A desembargadora Regina Dubugras, que proferiu a palestra, ao lado da vice-presidente do TRT-PR Ana Carolina Zaina
.
Notícia publicada em 07/05/2015
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7313
ascom@trt9.jus.br
Última atualização: segunda, 1 Jun 2015, 14:13