02/09/2016

Juristas traçam paralelos sobre o Direito do Trabalho no Brasil e no Uruguai

<<Voltar
Foto dos palestrantes e demais integrantes da mesa de abertura do evento
Traçar um comparativo entre o sistema jurídico do Brasil e o do Uruguai foi o objetivo do seminário "Direito Processual do Trabalho: contribuições da experiência da transição uruguaia para reflexão sobre as repercussões do novo CPC no Processo do Trabalho brasileiro", que aconteceu nesta sexta-feira (02), no plenário Pedro Ribeiro Tavares, sede do TRT do Paraná.

O evento, promovido pela Escola Judicial (EJ), é resultado do convênio acadêmico-institucional firmado entre o Tribunal e a Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

O presidente do Tribunal, desembargador Arnor Lima Neto, abriu o seminário destacando a importância de encontros que propõem estudos da interpretação, dos princípios e da integração de normas processuais. "A dinâmica da realidade é incessante. Assim deve ser! E no aprimoramento das discussões é que aguardamos a riqueza da experiência jurídica cordialmente compartilhada por nossos estimados vizinhos do Uruguai", afirmou.

Para o diretor da Escola Judicial, desembargador Arion Mazurkevic, é especialmente importante resgatar os princípios do Direito do Trabalho e do Processo do Trabalho neste momento em que há tantos debates sobre as implicações do novo Código de Processo Civil (CPC). "As discussões em torno do novo CPC não excluem a necessidade de estudarmos as bases do direito e, historicamente, o Uruguai tem grandes pensadores do Direito do Trabalho", observou o magistrado.

Durante o encontro, os professores Jorge Rosenbaum Rimolo, Héctor Jesus Babace Petrone e Hugo Barretto Ghione, da Universidad de la República (do Uruguai), abordaram os temas "Direito material do trabalho", "Processo do trabalho" e "A figura do empregador".

O evento, transmitido pela internet e acompanhado em tempo real por estudantes e docentes da Universidade de Montevidéu, teve a participação da vice-presidente do TRT-PR, desembargadora Marlene T. Fuverki Suguimatsu, da diretora da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, professora Vera Karam de Chueri, e de magistrados e servidores da 9ª Região Trabalhista.



Notícia publicada em 02/09/2016
Asssessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7313
ascom@trt9.jus.br
Última atualização: segunda, 5 Set 2016, 15:44