11/11/2016

Workshop concluiu 1º ciclo do programa Gestão de Pessoas por Competências no TRT do Paraná

<<Voltar
Consultor Eduardo Carmello
Consultor Eduardo Carmello

"O segredo da competência não está em quanto você sabe, mas em como você trabalha". "O papel do gestor, além de fornecer conhecimento, também é tirar os obstáculos dos processos e criar um ambiente em que todos possam progredir". Esses foram alguns dos conceitos de liderança moderna apresentados pelo consultor Eduardo Carmello, em Curitiba (11/11), em workshop que reuniu 380 ocupantes de cargos de gestão no Tribunal Regional do Trabalho do Paraná.

O workshop "Líderes de Resultado - Compromisso com a gestão eficaz e excelência no desenvolvimento de pessoas" iniciou o segundo ciclo da implantação do programa de Gestão de Pessoas por Competências no Tribunal, que se desenvolve desde novembro de 2013, de responsabilidade da Secretaria de Gestão de Pessoas. Haverá outro seminário com o consultor Eduardo Carmello, no dia 22 de novembro, que marcará o encerramento da primeira etapa do treinamento para os demais servidores do Regional.

O encontro foi aberto pelo juiz-auxiliar da Presidência e conselheiro da Escola Judicial, Fernando Hoffmann, que destacou a importância de desenvolver a competência "liderança" em um período desafiador para o País e para o Poder Judiciário, em função das severas restrições orçamentárias e do ambiente de alta volatilidade e mudanças. O juiz agradeceu a colaboração dos gestores na sensibilização de todos para a adoção de práticas sustentáveis e implementação de medidas de economia, o que resultou, em oito meses, na diminuição de R$ 1,3 milhão nos gastos com energia elétrica (leia matéria da Gazeta do Povo a respeito).

Citando teóricos da Administração Moderna, como Peter Drucker, Hirotaka Takeuchi e Ikujiro Nonaka, o consultor Eduardo Carmello observou que, tanto no serviço público como na iniciativa privada, "uma empresa só terá bom desempenho se puder contar com a capacidade de cada um de seus trabalhadores". A partir desta premissa, é preciso redobrar o cuidado na tomada de decisões que envolvam pessoas. E isso requer tratamento diferenciado, valorizando os pontos fortes de cada um, estimulando a autonomia no cumprimento das tarefas, sem descuidar do acompanhamento dos resultados, dando apoio e orientação para atingir os objetivos propostos. "As pessoas aprendem mais quando ensinam. E as equipes aprendem com orientação e formação constantes, quando os padrões são elevados e elas têm certa liberdade e autonomia para realizar suas tarefas".

Para o consultor, o administrador de equipes deve ter a "mente de um projetista", alguém que não apenas recebe cargas de tarefas e informações, mas que separa tempo para analisar as causas, encontrar soluções sistêmicas e não se perder na complexidade crescente do mundo contemporâneo.

Plateia do evento
Gestores acompanham o evento no Plenário Pedro Ribeiro Tavares, na sede do TRT-PR
Juiz-auxiliar da Presidência e Conselheiro da Escola Judicial, Fernando Hoffmann
Juiz-auxiliar da Presidência e Conselheiro da Escola Judicial, Fernando Hoffmann, abre o workshop


Notícia publicada em 11/11/2016
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7313
ascom@trt9.jus.br
Última atualização: quarta, 16 Nov 2016, 12:00