07/12/2016

Técnicas essenciais de negociação e mediação são debatidas em curso para magistrados e servidores

<<Voltar
Professor Marcelo Rosadilla; juiz auxiliar da Presidência do TRT-PR Fernando Hoffmann; juiza do TRT-BA Doroteia Silva de Azevedo Mota e professor de Direito Jair Gevaerd
Professor Marcelo Rosadilla; juiz auxiliar da Presidência do TRT-PR Fernando Hoffmann; juiza do TRT-BA Doroteia Silva de Azevedo Mota e professor de Direito Jair Gevaerd

Magistrados e servidores do Tribunal do Trabalho do Paraná participam nesta semana, em Curitiba, do curso "Técnicas Essenciais de Negociação e Mediação", promovido pelo Straus Institute for Dispute Resolution, vinculado à Pepperdine University School of Law. O instituto norte-americano, situado na Califórnia, é referência internacional na área de resolução de conflitos.

O advogado e professor do Straus Institute Marcelo Rosadilla, um dos responsáveis pelo treinamento realizado na Escola Judicial do TRT paranaense, reafirmou a necessidade de se criar novas maneiras de solucionar disputas no Brasil, observando que, em países como os Estados Unidos, 95% das ações judiciais não chegam a ser julgadas, são resolvidas pela mediação.

Quando se trata de solucionar conflitos, disse o pesquisador, é importante que o poder de decisão seja das partes envolvidas, porque são elas que melhor conhecem a disputa. "O bom mediador precisa ser capaz de 'ler' as pessoas e de ajudá-las a fazer uma comunicação eficaz", apontou.

O advogado e professor de Direito Jair Gevaerd, que também ministra o curso, destaca que, para o sucesso da negociação, o mediador precisa ser um bom observador. "Negociação, mediação de conflitos, (...) é uma constante observação da realidade".

A juíza do Trabalho Doroteia Silva de Azevedo Mota, do TRT-BA, relatou experiências como magistrada da 5ª Vara de Salvador e enfatizou o papel dos advogados nos processos de negociação de conflitos. "A Resolução 174 (do CSJT) diz que na mediação a presença do advogado do reclamante é indispensável. Precisamos preparar estes profissionais para isso", alertou a juíza.

Participantes do curso durante as atividades
Boa comunicação e sensibilidade de compreender as pessoas são características do bom mediador

Além da parte teórica, o curso contou com atividades práticas em que os alunos tiveram que participar de negociações simuladas utilizando as técnicas de mediação apresentadas pelos instrutores.

Um segundo grupo de magistrados e servidores inicia o curso nesta quinta-feira, 08. As aulas acontecem no auditório da Escola Judicial, na sede administrativa do TRT do Paraná.

Participantes do curso durante as atividades
Além da parte teórica, o curso teve exercícios práticos de mediação
Participantes do curso durante as atividades
Desembargador Sérgio Murilo Rodrigues Lemos durante atividade
Notícia publicada em 07/12/2016
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7309
ascom@trt9.jus.br
Última atualização: quarta, 7 Dez 2016, 18:58