09/12/2016

Crise é oportunidade para busca de caminhos mais sustentáveis

<<Voltar
Consultor Eugênio Mussak
Eugênio Mussak é especialista em fisiologia humana e professor

Momentos de crise econômica e política representam uma oportunidade para revisar estratégias de gestão ultrapassadas e buscar caminhos mais sustentáveis. “Nessas horas, é necessário haver uma mudança do pensamento estratégico para conciliar a realidade com o futuro desejado”, destacou o consultor Eugênio Mussak na palestra de encerramento do Seminário Gestão Estratégica Sustentável e seus Reflexos no Orçamento Público. O evento, realizado na sede do TRT-PR, em Curitiba (09/12), foi promovido pela Comissão de Responsabilidade Socioeconômica e Ambiental, coordenada pela desembargadora Ana Carolina Zaina.

Eugênio Mussak, médico especialista em fisiologia humana e professor da USP, destacou que a ciência da Administração busca cada vez mais aprimorar a gestão sustentável e eficiente não só de empresas e instituições, mas também da própria vida individual. Os novos estudos constatam que uma gestão sustentável significa maior eficiência com menor recurso, e o foco é a qualidade do resultado. "Deve-se criar um sistema que vise a um resultado contínuo, progressivo. Para que no ano que vem eu possa entregar um resultado no mínimo com a mesma qualidade", frisou.

Novos métodos de gestão, no entanto, exigem mudanças de comportamento de todos "e o ser humano é avesso a mudanças". Por isso, o primeiro requisito para a mudança é a coragem; o segundo, a persistência, que precisa ser gestada ao longo do tempo. O êxito, no entanto, depende de bons líderes, que sejam capazes de unir, que tenham visões positivas do futuro, que convençam de que a mudança proposta “é útil, necessária, bela e ética".  A boa gestão sustentável, ressaltou Mussak, necessita de líderes que consigam engajar as pessoas, que as desafiem, que permitam que elas apresentem inovações. ("É o contrário do que vem acontecendo no Brasil e no mundo, que estão carentes de líderes"). Deve-se ainda criar a cultura da clientividade, "que é atender à pessoa que é a razão da nossa existência". No tribunal, é o jurisdicionado. "O TRT existe em função do cidadão". Em tempos de crise, destacou Eugenio, a instituição, e cada um de nós, podemos encontrar caminhos mais sustentáveis e eficientes.

O Seminário Gestão Estratégica Sustentável e seus Reflexos no Orçamento Público contou com a participação  da desembargadora Marlene Teresinha Fuverki Suguimatsu, vice-presidente do Tribunal, para quem "a iniciativa da comissão foi muito feliz, trazendo um eixo temático que contempla desafios que passam pelo próprio conceito de sustentabilidade".

O seminário teve ainda palestra proferida pela especialista em gestão de pessoas Márcia Boiczuk Lacerda Krambeck, gerente instrutora da Caixa Econômica Federal. Durante a apresentação, Márcia ressaltou a importância da aplicação de conceitos de gestão corporativa na vida pessoal para o desenvolvimento de competências e obtenção de melhores resultados não só nas instituições, mas em toda a sociedade.

Desembargadoras Ana Carolina Zaina e Marlene T. Fuverki Suguimatsu
Desembargadoras Ana Carolina Zaina (presidente da Comissão de Responsabilidade Socioambiental) e Marlene T. Fuverki Suguimatsu (vice-presidente no exercício da presidência do TRT-PR).

"Tudo o que fazemos se reflete na sociedade. (...) O desafio agora está em avaliar o que é essencial, pensando no bem comum", apontou a palestrante (Clique AQUI para assistir à palestra).

Outra palestrante foi a especialista em comunicação Nádia Rebouças, que  abordou o tema "Gestão estratégica sustentável e novos paradigmas de ação e relacionamento", trazendo reflexões sobre sustentabilidade e relações interpessoais. "Começamos a mudar atitudes quando mudamos nossa forma de pensar, nossas crenças, escolhas e estilo de vida", concluiu. Assista AQUI a palestra de Nádia Rebouças.

Abaixo, os vídeos do Painel Gestão Estratégica Sustentável na Administração Pública:

Ana Cristina Barbosa Gomes (Chefe da Seção de Responsabilidade Socioeconômica e Ambiental do TRT-PR)

Luiz Gustavo Gomes Andrioli
 (Auditor de Controle Externo do TCU/PR)

Fabiane Lopes Bueno Netto Bessa
 (
Diretora da Escola de Administração Fazendária do Paraná)
Integrantes do Painel
Painel Gestão Estratégica Sustentável na Administração Pública
Notícia publicada em 09/12/2016
Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7313
ascom@trt9.jus.br
Última atualização: sexta, 9 Dez 2016, 18:53