10/10/2017

Agentes de segurança participam de curso voltado ao atendimento de pessoas com deficiência

<<Voltar

Participantes e facilitadoras das oficinas
Segunda parte do curso foi dedicada à realização de oficinas

Na última sexta-feira (06), os agentes de segurança do TRT do Paraná participaram de curso de capacitação envolvendo processos comunicacionais e de atendimento a pessoas com deficiência. O treinamento, promovido pela Escola Judicial, complementa o Programa de Reciclagem Anual dos técnicos judiciários com especialidade na área de segurança.

Ministrado na sede administrativa do Tribunal, em Curitiba, o curso incluiu uma palestra sobre inclusão e acessibilidade, com a psicóloga Ana Beatriz Bossoni, da Universidade Livre para Eficiência Humana (UNILEHU), e oficinas de sensibilização.

Durante a palestra, os participantes conheceram um pouco mais dos principais tipos de deficiência e receberam dicas sobre a maneira mais adequada de se comportar diante de pessoas com dificuldade de locomoção, deficiência visual ou intelectual.

Na segunda parte do treinamento, os servidores descobriram, na prática, quais são os obstáculos enfrentados diariamente pelas pessoas que possuem algum tipo de deficiência. Eles participaram de atividades com locomoção em cadeiras de rodas e comunicação por meio da língua brasileira de sinais (Libras). Os alunos experimentaram também a caixa das sensações, onde itens de diversos formatos e texturas deveriam ser tocados sem que os participantes pudessem ver o que eram, simulando a percepção de mundo de pessoas com deficiência visual.

Confira abaixo algumas dicas sobre como abordar pessoas com deficiência:

Servidor experimenta a privação da visão ao manipular o conteúdo de uma caixa fechada
Servidor experimenta a "caixa das sensações" durante treinamento

- Ao se aproximar de um cadeirante, nunca se apoie na cadeira de rodas, ela é como uma extensão do corpo de quem a utiliza;
- Se a pessoa faz uso de muletas, lembre-se de acomodá-las em local próximo de onde ela estiver sentada, de modo que estejam sempre ao alcance das mãos;
- Trate pessoas com deficiência intelectual de acordo com a faixa etária e deixe que elas tentem fazer tudo que puderem;
- Nos casos de deficiência visual, identifique-se ao se aproximar da pessoa e avise antes de se afastar.



Assessoria de Comunicação do TRT-PR

Fotos: Letícia Neco
(41) 3310-7309
ascom@trt9.jus.br

Última atualização: quarta, 11 Out 2017, 12:17