27/11/2017

Seminário inaugura diálogo entre o TRT-PR e a sociedade sobre questões de igualdade racial

<<Voltar

Foto com participantes do evento
Evento é um marco na consolidação de políticas raciais no TRT-PR

Aconteceu nesta sexta-feira (24/11) o 1º Seminário da Comissão Permanente de Politicas Afirmativas para Valorização e Inclusão Racial (PAVIR). O evento, que é realizado na Sede do TRT-PR, é o marco inaugural no diálogo sobre questões étnicas e raciais entre o TRT-PR, a comunidade jurídica e a sociedade civil.

Em seu discurso de abertura, o presidente do TRT-PR, desembargador Arnor Lima Neto, declarou que a principal atribuição da Comissão Permanente de Politicas Afirmativas para Valorização e Inclusão Racial (PAVIR), será a de "auxiliar a Administração a implantar políticas inclusivas destinadas à valorização racial, além de eliminar, em definitivo, preconceitos ou desigualdades raciais, no âmbito deste Tribunal e de suas relações com a sociedade".

Na oportunidade, o desembargador presidente também lembrou que, há 322 anos, morria o líder negro Zumbi dos Palmares, referência fundamental para construção da consciência negra brasileira. "Consciência esta que não pertence apenas a negros ou pardos, mas que culturalmente precisa impregnar-se em todo e cada cidadão desta nação", declarou.

Na primeira parte, ocorrida pela manhã, o público assistiu à palestra do desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia Ivanilton Santos da Silva, que discorreu sobre o tema "Cotas para Negros". Também houve a fala da juíza do TRT da 1ª Região (São Paulo-SP) Mylene Pereira Ramos sobre "O Negro no Judiciário e da advogada Silvana Cristina de Oliveira Niemzewski que falou sobre "Advogados Negros".

O evento prosseguiu até o fim da tarde desta sexta-feira. Acompanhe a transmissão pelo

Comissão Permanente PAVIR

Criada em 31 de julho de 2017 através da Resolução Administrativa 16/2017, a Comissão Permanente de Políticas Afirmativas para Valorização e Inclusão Racial (PAVIR) é presidida pela desembargadora Neide Alves dos Santos, a única componente negra dentre os 31 desembargadores que compõem o Tribunal.

A PAVIR é a mais recente comissão permanente criada no âmbito do TRT-PR. Suas principais atribuições são auxiliar a Administração a implantar políticas inclusivas destinadas à valorização racial, buscando a eliminação, em definitivo, de preconceitos ou desigualdades raciais, no âmbito do TRT-PR e nas relações com a sociedade.

Foto Desembargadora Neide Alves dos Santos, juíza Mylene Pereira Ramos, adovgada Silvana Cristina de Oliveira Niemzewski e o presidente do TRT-PR, desembargador Arnor Lima Neto
Desembargadora Neide Alves dos Santos, juíza Mylene Pereira Ramos, adovgada Silvana Cristina de Oliveira Niemzewski e o presidente do TRT-PR, desembargador Arnor Lima Neto

A desembargadora Neide Alves dos Santos, ao integrar a  mesa de abertura dos trabalhos, contou um pouco sobre a criação da Comissão, que surgiu após reuniões com outros magistrados e com servidores do TRT-PR. "Concluímos que o ideal seria termos uma comissão permanente para a implantação de políticas para garantir o acesso de pessoas negras ao Poder Judiciário, bem como a qualificação e ascensão destas pessoas a cargos de direção", recordou.

A Comissão PAVIR é a primeira comissão (e ainda única) dentre todos os órgãos do Poder Judiciário do Brasil que trata de questões relativas a raça e combate ao preconceito, servindo de modelo para outros tribunais.


Assessoria de Comunicação do TRT-PR
(41) 3310-7309
ascom@trt9.jus.br

Última atualização: segunda, 27 Nov 2017, 13:13